Quebrou o ar, virou suspiro

Frete grátis

“Mas a toda borboleta precede uma lagarta”. Quando alguma coisa era, e hoje é só uma eternidade. Uma espécie de aceitação e de assumir o que foi embora, para poder me transformar. Pois tal vez a vida seja simplesmente uma constante mutação, numa convivência de dor com alegria. 
Uma luta por aceitar tudo, ou um esforço excessivo por quebrar, engolir e voar.

Técnica: Caneta e acrílico sobre tela.

Dimensões: 100x120cm

Ano: 2017

Trabalho original e original. Entregue com certificado de autenticidade.

Compartilhar: