Statement

Foi o Impulso e a curiosidade por descobrir o universo interior, o que me levou a explorar a conexão que existe entre a natureza e o nosso próprio corpo. A necessidade por entender uma mudança e a metamorfoses pela que todos nós, incondicionalmente passamos sempre.

Indago o caráter mutável e não permanente das coisas, o efêmero, o cotidiano, os corpos e os espaços.

Interesso-me na água, na terra, nos ciclos, nas rodas, na mente humana, nos sonhos e em todos os organismos e células que fazem parte do corpo. Geralmente acrescento números e frases inspiradas em músicas, poetas ou que simplesmente aparecem na minha mente então eu as incorporo á composição da obra.

A obra começa a aparecer com um esboço da silhueta ou rosto em lápis. Nos fundos geralmente coloridos, utilizo tinta acrílica, esmalte sintético ou apliques e texturas. Logo começo a desenhar usando caneta esferográfica com diferentes tamanhos de pontas, de forma espontânea e paulatina, criando traço a traço, cada trama, numa espécie de composição improvissada que através do desenho destes elementos gestuais dão volume aos corpos, criando um jogo visual de luces e sombras e a ilusão otica, que ao ser observado de longe compreendemos uma figura, e ao vê-lo de perto percebemos um Mundo.